sexta-feira, junho 04, 2010

Poesia

Devo falar agora de mim,
isso seria um passo
na direção do silêncio...
Samuel Beckett


Meu pai sempre entendeu
Que eu era torto
Mas sempre me aprumou.
Passei anos me procurando por lugares nenhuns,
Até que não me achei - e fui salvo.
À vezes caminhava como se fosse um bulbo.
Manoel de Barros

Nenhum comentário:

Postar um comentário